Lisboa constrói ciclovias e dá até 500 euros para compra de bicicletas
Além de construir 16 novas ciclovias, a Câmara Municipal (equivalente à Prefeitura) de Lisboa criou um programa para subsidiar a compra de bicicletas.Quem mora ou trabalha na capital portuguesa pode receber até 150 euros (cerca de R$ 980) para a compra de bicicletas convencionais, ou até 350 euros (R$ 2.288) para elétricas e 500 euros […]


Além de construir 16 novas ciclovias, a Câmara Municipal (equivalente à Prefeitura) de Lisboa criou um programa para subsidiar a compra de bicicletas.

Quem mora ou trabalha na capital portuguesa pode receber até 150 euros (cerca de R$ 980) para a compra de bicicletas convencionais, ou até 350 euros (R$ 2.288) para elétricas e 500 euros (R$ 3.270) para os modelos de carga.

O subsídio é pago na forma de reembolso, e as compras precisam ser feitas nas lojas que foram credenciadas no programa, que tem verba de 3 milhões de euros (cerca de R$ 18,9 milhões).



Desde junho de 2020, já foram instaladas mais de uma dezena de trechos de ciclovia à malha inicial pedalável de Lisboa, que era de 105 km. A meta é ter, até 2021, mais 95 km.

Para conseguir instalar de maneira mais rápida as ciclovias, a câmara municipal investiu no modelo chamado modelo pop-up. Ou seja: transformando faixas de automóveis e vagas de estacionamento em áreas pedaláveis.


Uma das principais intervenções aconteceu na avenida Almirante Reis, que corta uma parte importante do centro de Lisboa. A movimentada via agora só tem uma faixa para carros, sendo a outra destinada às bicicletas.

Apesar de Lisboa ser conhecida como cidade das sete colinas, as ladeiras da cidade não parecem intimidar os ciclistas. Desde a inauguração das novas faixas, a adesão tem sido grande.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *