O que faço com as máscaras descartáveis usadas?
As máscaras e EPIs (Equipamento de Proteção Individual) são classificados pela Política Nacional de Resíduos Sólidos como material infectante do Grupo A, ou seja, esses materiais contêm microrganismos capazes de originar algum tipo de contaminação. Portanto, precisam ser descartadas seguindo normas técnicas para evitar danos ou riscos à saúde pública. Além de, minimizar os impactos […]

As máscaras e EPIs (Equipamento de Proteção Individual) são classificados pela Política Nacional de Resíduos Sólidos como material infectante do Grupo A, ou seja, esses materiais contêm microrganismos capazes de originar algum tipo de contaminação. Portanto, precisam ser descartadas seguindo normas técnicas para evitar danos ou riscos à saúde pública. Além de, minimizar os impactos ambientais.

Você já deve ter se deparado com uma máscara pela rua, jogada chão da sua rua, perto do seu local de trabalho. A situação tem sido comum durante a pandemia da Covid-19. Esse não é certamente o destino correto para essas máscaras de proteção. Mas qual é então destinação correta?

As máscaras utilizadas pelos colaboradores nas indústrias, estabelecimento comerciais, entre outras devem ser descartadas seguindo procedimento correto de acordo com a Anvisa.

Ao retirar a máscara ela deve ser depositada imediatamente em um saco plástico. Quando o saco estiver com 2/3 de sua capacidade, este deve ser fechado e colocado dentro de outro saco mais resistente. É necessário identificar o saco indicando que se trata de máscaras usadas.

Após o acondicionamento correto, essas máscaras devem ser depositadas junto ao resíduo que irá ser destinado a aterros sanitários, para evitar que catadores de recicláveis tenham contato com elas.

Para realizar o descarte adequado de EPIs, é necessário levar em consideração o risco que cada equipamento possui, já que cada equipamento tem uma função e são expostos a situações diferentes. Por exemplo, entre os EPIs mais utilizados nas empresas temos protetor auricular, luvas e óculos de segurança. Esses EPIs não oferecem os mesmos riscos por terem funções distintas.

Portanto, para fazer o descarte, é importante considerar o tipo de EPI, o material de que é feito e qual a sua contaminação. Ou seja, realizar a classificação dos resíduos.

O descarte de um EPI classificado como resíduo Classe 1 (Resíduos Perigosos), exigem tratamento e disposição especiais devido a suas características de inflamabilidade, corrosividade, reatividade, toxicidade e patogenicidade.

Já o descarte de EPIs classificados como resíduo Classe 2 (Resíduos Não inertes) podem ser descartados junto a resíduos comum, desde que sejam tomadas medidas como as expostas acima para descarte de máscara.

Os EPIs classificados com resíduos Classe 3 (Resíduos Inertes) devem ser separados em áreas apropriadas e devidamente identificadas. Posteriormente devem ser destinados a uma empresa credenciada pelos órgãos ambientais para poder descartar o resíduo de acordo com as exigências ambientais.

A legislação vigente impõe penalização severa a aqueles que não realizam a gestão dos resíduos, não só durante o COVID-19, mas em todo funcionamento do seu negócio. As penalidades variam desde o pagamento de multas administrativas até a reclusão.

Os resíduos gerados durante o COVID-19, como máscaras e EPIs, requerem atenção para descarte, pois grande parte deles oferece risco elevado para a saúde humana e para o meio ambiente ao redor.

Em função deste risco, empresas são duramente fiscalizadas pelos órgãos de controle, os quais possuem autonomia para aplicar sanções de diversas ordens. Por isso é tão importante gerenciar corretamente este tipo de resíduo, caso contrário, a empresa poderá sofrer perdas financeiras e operacionais em função de multas ou outras punições.

As penalidades podem ser advertência, multa, suspensão de vendas e/ou fabricação, interdição parcial ou total do estabelecimento, cancelamento de autorização para funcionamento da empresa, cancelamento do alvará de licenciamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *