Os melhores morros e trilhas da região de Curitiba para treinar
Durante a pandemia, sem corridas de rua reais, tem gente descobrindo trilhas e morros, trocando o asfalto por treinos em tipos de pisos diferentes em busca de novas sensações e respeitando o isolamento social por do avanço da Covid-19. No Paraná, na região de Curitiba, existem várias trilhas e morros bem acessíveis. Está querendo começar […]

Durante a pandemia, sem corridas de rua reais, tem gente descobrindo trilhas e morros, trocando o asfalto por treinos em tipos de pisos diferentes em busca de novas sensações e respeitando o isolamento social por do avanço da Covid-19. No Paraná, na região de Curitiba, existem várias trilhas e morros bem acessíveis. Está querendo começar essa transição? O Marco Aurélio Piazza, da Equipiazza, assessoria esportiva, indica lugares para começar pelo caminho das trilhas paranaenses. 

1- Pão de Loth e o Anhangava fazem parte da Serra da Baitaca. Têm trilhas bem demarcadas, acesso fácil, podem ser acessados de ônibus, a partir do centro de Curitiba.

Além disso, possuem um posto de controle na entrada do parque, o que aumenta a segurança dos visitantes;

2- Outro morro com acesso fácil e com boa altimetria é o Morro da Cruz, em Colombo, que também tem acesso via  ônibus de linha, tem um portão na entrada. Por outro lado, não tem controle de visitantes;

3 - Uma opção com variação de terreno e boa altimetria, é o morro do Capivari Grande em Campina Grande do Sul. O local possui um percurso com trilhas abertas, que possibilita vários tipos de treino. Um ponto negativo é o acesso, que por ficar longe de Curitiba  e depende de algum transporte próprio para chegar até o morro;

4 -Morro Camapuã e Tucum também fazem parte de Campina Grande do Sul, tem um acesso dentro de uma propriedade privada,em que é feito um controle dos visitantes, tem uma trilha com trechos bem adequados para a corrida, porém o ponto negativo é o acesso que depende de transporte particular para chegar até o morro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *