Campanha das Nações Unidas pede delivery sem plástico descartável
Com a pandemia e o isolamento social, 2020 foi um ano de muitos pedidos de comida por delivery no Brasil e no mundo. A jornalista Natasha Olsen, do Ciclovivo, publicou uma reportagem que a startup Mobills Labs fez uma pesquisa e constatou um aumento de 103% com aplicativos de comida apenas no primeiro semestre do ano. E, […]

Com a pandemia e o isolamento social, 2020 foi um ano de muitos pedidos de comida por delivery no Brasil e no mundo. A jornalista Natasha Olsen, do Ciclovivo, publicou uma reportagem que a startup Mobills Labs fez uma pesquisa e constatou um aumento de 103% com aplicativos de comida apenas no primeiro semestre do ano. E, com o delivery, aumentou também o consumo de plásticos descartáveis. Na cidade de São Paulo, por exemplo, o volume da coleta seletiva subiu 35% durante o período de isolamento social.

Para combater este problema, a Campanha Mares Limpos, do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), lançou no dia 8 de dezembro de 2020 mobilização #DeLivreDePlástico, que convida a sociedade a demandar protagonismo dos aplicativos UberEats e iFood na transição para entregas livres de plástico descartável.

A reportagem completa aqui.

Plástico no Brasil

O Brasil é o 4º produtor de plásticos do mundo e só recicla 1,28% do total produzido, segundo dados da ONG WWF e do Banco Mundial. Além disso, estima-se que cada pessoa ingere por semana 5g de microplásticos, que invadem a cadeia alimentar.

*Texto publicado originalmente no Ciclovivo, por Natasha Olsen.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *