Podcast: Procura por tratamento de bruxismo cresce durante a pandemia
Ranger e apertar os dentes com muita força podem ser sinais de bruxismo, condição que causa incômodo na região do rosto e fortes dores de cabeça. Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) mostram que 40% da população brasileira sofre com esse hábito involuntário, que pode também causar um desgaste dos dentes. E se o […]

Ranger e apertar os dentes com muita força podem ser sinais de bruxismo, condição que causa incômodo na região do rosto e fortes dores de cabeça. Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) mostram que 40% da população brasileira sofre com esse hábito involuntário, que pode também causar um desgaste dos dentes.

E se o problema já incomodava muita gente, os casos intensificaram durante a pandemia, bem como a busca por informações relacionadas, como os sintomas e as formas de tratamento e prevenção. A pesquisa pelo termo “bruxismo” no Google teve, entre os meses de janeiro e novembro deste ano, um aumento de 17% quando comparado ao mesmo período do ano passado.

A justificativa estaria diretamente relacionada às tensões vividas no isolamento social. De acordo com o dentista e especialista em Saúde Coletiva na Neodent, João Piscinini, as emoções interferem na saúde bucal, e os pacientes que apresentam quadros de ansiedade e depressão acabam sendo mais suscetíveis a desenvolver o bruxismo. Ouça o podcast:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *